Eutonia

Eu (equilíbrio, harmonia); Tonia (tônus, tensão)

O que é Eutonia?

É uma prática corporal que desenvolve a flexibilidade, para adaptar e equilibrar as tensões dos diferentes tecidos do corpo, tornando-as adequadas às atividades cotidianas.
Esta terapia pedagógica permite descobrir recursos internos que ajudam a alcançar uma consciência corporal, expandindo a sensibilidade. Ao estabelecer um diálogo com o próprio corpo, contribui para o equilíbrio das emoções, a harmonia das formas e a fluidez dos movimentos.

aula-eutonia-1

Foto: Gilberto Nasci

Como surgiu?

Perante as limitações físicas vividas após uma séria doença contraída na juventude, a alemã Gerda Alexander (1908-1994) teve que reaprender a movimentar-se com precisão e economia de esforços, por não poder alterar seus ritmos circulatório e respiratório.
A presença atenta e sistemática na observação das reações e sensações percebidas no corpo fez Gerda descobrir que podia utilizar as leis da Física para conseguir uma organização nas estruturas ósseas. Estas, alinhadas, ganhavam espaço articular e flexibilidade, proporcionando assim um movimento leve, preciso, harmonioso, criativo e econômico.
Em 1957, esta prática, que tem por objetivo a integração e o crescimento global do ser humano através da relação corpo/mente/espírito denominou-se EUTONIA.

 

,

Como é a prática?

Orientadas por um eutonista, as aulas, que podem ser individuais ou em grupo, ajudam o aluno a construir um conhecimento baseado na experiência vivida no corpo. Desenvolve-se o potencial criativo individual através da utilização de objetos auxiliares tais como: sementes, bambús, bolinhas, entre outros, e da observação das ações e reações do corpo. Os processos vividos durante as aulas geram recursos para serem utilizados na ação cotidiana, permitindo habitar o corpo, somando valor e qualidade de vida.

 A prática regular da Eutonia

Melhora as funções orgânicas
Aumenta a capacidade respiratória
Restabelece o livre fluxo da circulação sanguínea e linfática
Desacelera o processo de envelhecimento, assim como os degenerativos e dolorosos
Corrige os distúrbios posturais e colabora com o alinhamento dos eixos estruturais
Flexibiliza os movimentos dando espaço às articulações
Confere qualidade ao sono
Diminui os sintomas provocados pelo stress e estados depressivos